Buscar
  • fernandategoni

Consequências sociais do patriarcado

Vamos pensar sobre as consequências que o patriarcado trouxe para a sociedade, para a cultura social, para que possamos reconhecer, também no fenômeno mais amplo, aquilo que a gente reproduz e aquilo que a gente acaba multiplicando, muitas vezes, sem nem mesmo nos dar conta.


Se não estudamos algumas questões que são trazidas de geração a geração, a gente acaba reproduzindo padrões.


Uma das consequências do machismo estrutural e do patriarcado na sociedade é a objetificação do corpo da mulher.


Essa parece uma palavra muito avassaladora, um jeito de falar assim muito ao extremo: objetificação do corpo da mulher.


E, às vezes, nós mesmas mulheres ficamos com dificuldade de olhar pra esse termo porque a gente quer logo negar que a gente não é objeto.


Não existe um culpado ou uma culpada. Existe uma cultura e a partir disso a gente está querendo romper a estrutura de sistema de valores.


O que é a objetificação do corpo da mulher?


Toda vez que nós mesmas nos colocamos a serviço de ou


trem. Por exemplo, quando a gente se coloca como alguém que não dá os parâmetros do seu próprio corpo:


"eu não posso transar na primeira vez porque se não os homens vão me achar alguém vagabunda".

Ou seja, eu estou tratando o meu próprio corpo como objeto ou como bem do homem e não meu. Estou fazendo as minhas escolhas pautadas nele e não em mim.


A objetificação do corpo da mulher é uma situação tão enraizada que nem nos damos conta que já vamos reproduzindo.


Este é um momento de poder parar e repercutir, pensar e a partir dessa repercussão mental fazer uma reflexão e uma ruptura de sistema de valores.


Compartilhe com as amigas esse post. Informação salva vidas. E não esqueça de assistir ao vídeo da Dr. Ângela Figueiredo falando sobre o tema clicando aqui.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo